Sua língua diz muito sobre você!

Diagnóstico pela Língua
Olá pessoal, 
Hoje vamos conversar sobre um assunto muito interessante: a língua!
Embora possa parecer estranho ou fantasioso, a nossa língua pode falar muito sobre nosso estado de saúde(e sem trocadilhos!).

Vou tentar explicar aqui de forma mais simples possível. Através da observação da língua, é possível saber as condições dos órgãos internos como Fígado, Rim,  Bexiga, Pulmão, Coração, Vesícula Biliar, Estomago, Baço e até as mamas. 
É possível dizer em que órgãos(sempre do ponto de vista chinês) estão localizados distúrbios importantes que devem ser corrigidos. Muitas vezes o terapeuta vai obter a resposta afirmativa do paciente, quando começar a enumerar alguns sintomas que ele pode apresentar. Mais uma vez, não se trata de vidência, magia, etc... e sim da observação atenta das regiões da língua.

É possível saber se o distúrbio é por excesso ou deficiência energética e se é por frio ou calor. Pela coloração da língua(vermelho ou pálida), tamanho(grande ou não), forma(fina, pontuda, achatada), fissuras ou rachaduras e onde elas estão concentradas, saburra(branca ou amarela), marcas de dentes e se a língua é trêmula ou não, pode-se descobrir diversos padrões de desarmonias.

Por exemplo, uma língua com a ponta vermelha denota pessoas muito ansiosas, ou estressadas. Marcas de dentes sugerem pessoas com problemas nas funções do Baço-Pâncreas(do ponto de vista chinês - pessoas submetidas a esforço mental contínuo), uma língua que se apresenta trêmula ou até mesmo se desvia para um dos lados, quando projetada para fora da boca, denota problemas de "vento" no Fígado.

Manchas vermelho-escuras, púrpuras ou roxas indicam estase. Quanto maior o número dessas manchas(petéquias), mais estase a pessoa terá - o que pode também denotar ação tumoral.

É interessante como os métodos diagnósticos se complementam em Medicina Tradicional Chinesa, e como conseguem, apenas pela observação,  ser muito precisos, em curto espaço de tempo. Lembre-se que há 4.500 anos a.c. não existiam aparelhos de diagnóstico por imagem e muito menos o simples hemograma. Então para curar uma doença, o exame clínico tinha que ser muito bem executado! E nisso os chineses se aperfeiçoaram.
Afinal, descobrir por exemplo, um cisto diminuto na mama, antes mesmo de realizar uma ultrassonografia e sem detecção no auto-exame, é improvável para a maioria das pessoas. Mas pela observação da língua é possível.
Observe mais sua língua e preste atenção na sua saúde!  
Até a próxima!!!

Veja também...

Tags

Acupuntura MTC Energia Terapias Corporais Massagem Meridiano Terapia Ocupacional Agulhas Auriculoterapia Cultura Diagnóstico Dores Articulares Moxabustão Pediatria Prevenção Reabilitação Relaxamento Saúde do Homem Teoria Tratamento auto-massagem crianças doenças infantis eletroacupuntura estética Articulações Atendimento Social Compulsão Contato Disfunção Erétil Dor Equilíbrio Energético Filosofia Homem Praticas Integrativas e Complementares Responsabilidade Social Saiba Mais Saúde da Mulher Shiatsu Técnica Voluntariado depressão infantil obesidade infantil pele stress Alimentação Analgesia por Acupuntura Anestesia Atividade Bach Bioeletrografia Cirurgia Coluna Coração Cosméticos Cronobiologia Cérebro Deficiencia Visual Deficiência Visual Dependencia Dependência Dieta Digestão Disfunção Sexual Do-In Doenças Ocupacionais Estomago Exame Five Five Konzept Florais Fotos Kirlian Fármacos Gestante Gestação Gravidez Hair test Higiene Hipertensão Impotência Impotência Sexual Inclusão Indústria Farmacêutica Kilian Leitura Complementar Libido Literatura Recomendada Livros Língua Mineralograma Musculos Neurologia Obesidade Orientação e Mobilidade PIC Parto Pedras Quentes Percepção Período Menstrual Política de Saúde Pressão Alta Protocolo NADA Qualidade de Vida Quelação Saúde Silício Stiper TO TPM Tato Terapia Floral Trabalho Visão Vícios artemísia banho terapeutico cadeias musculares calor dermatoses prolongamento rotina doméstica treinamento

Video